25 de setembro de 2019

Carta a um adolescente angustiado

Carta a um adolescente angustiado Eu sei que não está sendo fácil, essa tarefa árdua de crescer. Tem muita coisa acontecendo fora e dentro de você, e está tudo muito confuso. Do lado de fora, tem sua família. Sua família já não é mais a mesma. Ou melhor, eles são os mesmos, mas você não os vê mais como os mesmos. O que era legal e gostoso dentro de casa agora te parece chato, ou muito sentimental, ou muito falso, ou muito bobo, ou muito exagerado. As relações que você tem com aquelas pessoas está estranha, as vezes você os […]
9 de setembro de 2019

Vamos conversar sobre suicídio?

Vamos conversar sobre suicídio? Até hoje o tema “suicídio” é considerado tabu em diversos meios e ambientes. Pessoas se assustam ao ouvir falar sobre isso, e aqueles que sofrem com angústias impensáveis ficam sem saída quando tentam buscar acolhimento e compreensão. Assim, é criado um espaço de silêncio, um buraco cujo centro, “aquele-que-não-pode-ser-abordado” acaba por atrair pessoas de todas as idades, cores e sexos que buscam não a morte, mas sim a extinção da dor. O Setembro Amarelo é uma campanha de prevenção ao suicídio que busca lançar luz à essa temática. São realizadas várias ações para chamar atenção sobre […]
16 de julho de 2019

As versões de mim

As versões de si mesmo Recentemente virou moda um aplicativo que transforma o rosto das pessoas em suas versões velhas. Uma avalanche de fotos de velhos apareceu nas redes sociais, pouco tempo depois de uma outra moda recente, a de tornar o próprio rosto na sua versão criança. Todo mundo postando fotos cuti-cuti com seus olhos arredondados e testas grandes. É tudo uma brincadeira, eu sei. Eu brinquei também, fiz minhas fotos e dei bastante risada com algumas versões crianças e velhas de amigos. Mas, se toda brincadeira tem um fundinho de verdade, penso que a verdade dessa não reside […]
25 de junho de 2019

O direito de sofrer

O direito de sofrer “De 0 a 10, quanto está doendo?” – o médico pergunta a seu paciente, numa tentativa de quantificar uma sensação subjetiva, cujo maior conhecedor é o próprio paciente. Não cabe ao médico dizer quanto cada paciente deve sentir de dor, nem determinar a percepção individual da dor. Quem sabe de sua dor é o paciente. Exatamente o mesmo se dá no consultório que trata das dores psíquicas. Ao ouvir um bocado de histórias, atender uma porção de gente, sofrer junto com muitas dessas pessoas, entendo que não cabe a absolutamente ninguém quantificar nem julgar a dor […]
13 de junho de 2019

E agora, José?

E agora, José? Quem é que nunca se perguntou para onde (e para quê) caminha a vida? A gente nasce, cresce, estuda, faz carreira (ou não), desenvolve relacionamentos (dos mais variados tipos e formas), acumula posses (concretas ou subjetivas), alcança um determinado patamar (diferente de pessoa para pessoa), e se pergunta: para que tudo isso? E agora? Essa pergunta pode chegar em diferentes momentos para diferentes pessoas. Seja na adolescência, quando tudo parece muito confuso, ou no início da vida adulta quando a nova geração luta para se estabelecer; seja na meia idade, quando as mudanças da vida levantam questionamentos […]
21 de maio de 2019

Positividade tóxica e suas falácias

Positividade tóxica e suas falácias “Saia da sua zona de conforto!”, “É preciso encontrar seu propósito de vida!”, “A felicidade está a seu alcance!” Quem nunca ouviu alguma dessas pérolas que atire o primeiro vídeo motivacional! Não vejo problema nas frases em si, mas sim em como elas vêm sendo utilizadas. A internet e a sociedade, através de alguns (ditos-)profissionais e da literatura de autoajuda, são especialistas em ditar uma série de atitudes tidas como fundamentais para se alcançar o sucesso, a satisfação, ou sei lá mais o que. E nós, reles mortais, ficamos atônitos diante de tantos afazeres.   […]
11 de maio de 2019

Sobre o InCor e (alguns de) seus corações

Sobre o InCor e (alguns de) seus corações Ontem tive o prazer de participar de um evento que me tocou bastante: a comemoração dos 45 anos do Serviço de Psicologia do InCor – Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da USP. Para quem não sabe, eu fui aprimoranda no InCor lá nos idos de 2007 e gostaria de tecer aqui algumas palavras e considerações sobre esse assunto, sobre o evento de ontem, e sobre algumas pessoas que me são muito caras e que pude reencontrar. O ano de 2007 foi um dos melhores, mais intensos e mais importantes anos […]
25 de abril de 2019

Baixa autoestima (re)significada

Baixa autoestima (re)significada É bastante comum no consultório (e na vida toda) ouvirmos queixas relacionadas à baixa autoestima. É a falta de sentir-se valoroso, é a sensação constante de não ser bom o suficiente, é o não reconhecimento de si como um sujeito relevante no mundo. Alguns chamam de falta de amor próprio, outros dizem que não acreditam em si mesmos, há aqueles que se sentem constantemente à prova – e claro que nunca se sentem aprovados. Estas pessoas realmente não acreditam que são capazes, de nada, nunca. Penso que essa história de “baixa autoestima” está um pouco mal contada […]
17 de abril de 2019

Psicologia, com amor

Psicologia, com amor Ultimamente, em diferentes ambientes e contextos, tenho me deparado com conversas sobre o amor e a dedicação à profissão Psicologia, no que diz respeito à prática clínica. Experiências trocadas por colegas em discussões de caso, relatos de grandes teóricos e exemplos práticos que vemos na clínica a cada semana são amostras da relevância que tem o amor quando se fala de um encontro terapêutico. Acredito que muitas coisas além do “fala que eu te escuto” acontecem em uma sessão de psicoterapia, e mais ainda em um acompanhamento psicoterapêutico regular. Sentir-se escutado é realmente muito bom, mas sentir-se […]
AGENDE PELO WHATSAPP