16 de julho de 2019

As versões de mim

As versões de si mesmo Recentemente virou moda um aplicativo que transforma o rosto das pessoas em suas versões velhas. Uma avalanche de fotos de velhos apareceu nas redes sociais, pouco tempo depois de uma outra moda recente, a de tornar o próprio rosto na sua versão criança. Todo mundo postando fotos cuti-cuti com seus olhos arredondados e testas grandes. É tudo uma brincadeira, eu sei. Eu brinquei também, fiz minhas fotos e dei bastante risada com algumas versões crianças e velhas de amigos. Mas, se toda brincadeira tem um fundinho de verdade, penso que a verdade dessa não reside […]
25 de junho de 2019

O direito de sofrer

O direito de sofrer “De 0 a 10, quanto está doendo?” – o médico pergunta a seu paciente, numa tentativa de quantificar uma sensação subjetiva, cujo maior conhecedor é o próprio paciente. Não cabe ao médico dizer quanto cada paciente deve sentir de dor, nem determinar a percepção individual da dor. Quem sabe de sua dor é o paciente. Exatamente o mesmo se dá no consultório que trata das dores psíquicas. Ao ouvir um bocado de histórias, atender uma porção de gente, sofrer junto com muitas dessas pessoas, entendo que não cabe a absolutamente ninguém quantificar nem julgar a dor […]
13 de junho de 2019

E agora, José?

E agora, José? Quem é que nunca se perguntou para onde (e para quê) caminha a vida? A gente nasce, cresce, estuda, faz carreira (ou não), desenvolve relacionamentos (dos mais variados tipos e formas), acumula posses (concretas ou subjetivas), alcança um determinado patamar (diferente de pessoa para pessoa), e se pergunta: para que tudo isso? E agora? Essa pergunta pode chegar em diferentes momentos para diferentes pessoas. Seja na adolescência, quando tudo parece muito confuso, ou no início da vida adulta quando a nova geração luta para se estabelecer; seja na meia idade, quando as mudanças da vida levantam questionamentos […]
21 de maio de 2019

Positividade tóxica e suas falácias

Positividade tóxica e suas falácias “Saia da sua zona de conforto!”, “É preciso encontrar seu propósito de vida!”, “A felicidade está a seu alcance!” Quem nunca ouviu alguma dessas pérolas que atire o primeiro vídeo motivacional! Não vejo problema nas frases em si, mas sim em como elas vêm sendo utilizadas. A internet e a sociedade, através de alguns (ditos-)profissionais e da literatura de autoajuda, são especialistas em ditar uma série de atitudes tidas como fundamentais para se alcançar o sucesso, a satisfação, ou sei lá mais o que. E nós, reles mortais, ficamos atônitos diante de tantos afazeres.   […]
11 de maio de 2019

Sobre o InCor e (alguns de) seus corações

Sobre o InCor e (alguns de) seus corações Ontem tive o prazer de participar de um evento que me tocou bastante: a comemoração dos 45 anos do Serviço de Psicologia do InCor – Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da USP. Para quem não sabe, eu fui aprimoranda no InCor lá nos idos de 2007 e gostaria de tecer aqui algumas palavras e considerações sobre esse assunto, sobre o evento de ontem, e sobre algumas pessoas que me são muito caras e que pude reencontrar. O ano de 2007 foi um dos melhores, mais intensos e mais importantes anos […]
25 de abril de 2019

Baixa autoestima (re)significada

Baixa autoestima (re)significada É bastante comum no consultório (e na vida toda) ouvirmos queixas relacionadas à baixa autoestima. É a falta de sentir-se valoroso, é a sensação constante de não ser bom o suficiente, é o não reconhecimento de si como um sujeito relevante no mundo. Alguns chamam de falta de amor próprio, outros dizem que não acreditam em si mesmos, há aqueles que se sentem constantemente à prova – e claro que nunca se sentem aprovados. Estas pessoas realmente não acreditam que são capazes, de nada, nunca. Penso que essa história de “baixa autoestima” está um pouco mal contada […]
17 de abril de 2019

Psicologia, com amor

Psicologia, com amor Ultimamente, em diferentes ambientes e contextos, tenho me deparado com conversas sobre o amor e a dedicação à profissão Psicologia, no que diz respeito à prática clínica. Experiências trocadas por colegas em discussões de caso, relatos de grandes teóricos e exemplos práticos que vemos na clínica a cada semana são amostras da relevância que tem o amor quando se fala de um encontro terapêutico. Acredito que muitas coisas além do “fala que eu te escuto” acontecem em uma sessão de psicoterapia, e mais ainda em um acompanhamento psicoterapêutico regular. Sentir-se escutado é realmente muito bom, mas sentir-se […]
3 de abril de 2019

Sobre o valor da reclamação

Sobre o valor da reclamação Quem nunca se viu na situação da mocinha acima, que atire a primeira lamúria. O mundo é sempre muito rápido em condenar ou tentar ajudar a quem está reclamando. Mas é realmente muito frustrante quando a gente tenta desabafar – o que muitas vezes acontece em formato de reclamação – e, ao invés de encontrar um par de ouvidos, encontra uma boca falante cheia de “boas ideias”. Claro que a intenção é boa, há o desejo real de ajudar. Mas, em se tratando de psique, quase nunca as coisas são simples. O fato é que, […]
19 de março de 2019

O desafio de conhecer o próprio paraíso

O desafio de conhecer o próprio paraíso A frase de Melanie Klein, psicanalista austríaca, diz respeito a tudo aquilo que tiramos de benefício próprio do não-saber. Enquanto a ignorância pode ser uma benção, o conhecimento muitas vezes pode nos colocar em posições bastante desconfortáveis. Isso é verdadeiro para a vida como um todo e os conhecimentos dos fatos gerais com os quais nos deparamos no dia a dia. Mas hoje gostaria de focar na ignorância e no conhecimento de si mesmo. Muito se diz sobre a importância do autoconhecimento, e eu não questiono este valor. Porém, é preciso reconhecer que […]
AGENDE PELO WHATSAPP